História Universal
SIGA-NOS NO FACEBOOK

CURTA NOSSA PAGINA
loading...

Rafael Sanzio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rafael Sanzio

Mensagem por Fundador em 8th Março 2012, 15:42

Rafael nasceu em Urbino em 1483, filho e aluno do pintor Giovanni Santi. Continuou a sua aprendizagem artística no atelier de Perugino em Perúgia, de quem adquiriu a naturalidade e a harmonia na representação de figuras humanas. Em Urbino tomou contato com as obras de Piero della Francesca e assimilou, com sucesso, a mestria do artista relativamente ao espaço.

Depois de uma estadia em Florença, onde conheceu Leonardo da Vinci e Miguel Ângelo, Rafael foi convidado por Bramante, que o tornou seu assistente, para trabalhar em Roma. Alcançando rapidamente a fama, Rafael trabalhou na cidade de 1508 até à sua morte, em 1520. Em 1517 havia sucedido a Bramante como arquiteto da Basílica de São Pedro.

Fundador
Administrador

Mensagens : 1615

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rafael Sanzio

Mensagem por Saibot em 2nd Junho 2012, 22:05

Rafael, cujo nome de baptismo é Rafaello Sanzio, nasce na pequena cidade de Urbino, em Itália, a 6 de abril de 1483. Cresce no clima refinado e tranquilo da sua terra natal, que o duque Frederico de Montefeltro (1422-1482) quisera transformar numa moderna capital, ponto de passagem de pintores, arquitectos, escultores e homens de letras. O pai, Giovanni Santi, é um poeta apreciado no palácio ducal e um pintor modesto, que proporciona ao jovem as primeiras lições da técnica. A mãe, Magia di Battista Ciarla, filha de um comerciante da cidade, morre a 7 de outubro de 1491, quando o filho tem apenas oito anos. Em 1494, Rafael perde também o pai, ficando sob a tutela de um tio materno, e, aos 17 anos, ingressa na oficina de Pietro Perugino, em Perúgia. Nesta altura, admira já a pintura de Piero della Francesca e a arquitectura do palácio ducal de Urbino, ao mesmo tempo que é influenciado pela corrente Humanista.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rafael Sanzio

Mensagem por Saibot em 2nd Junho 2012, 22:21

Quando chega a Florença, em 1504, o primeiro artista com quem priva é Fra Bartolomeo, que também trabalhara na oficina de Perugino. Este contato é importante para Rafael, que aproveita muitos esquemas compositivos do antigo colega, mas as experiências florentinas do jovem culminam na relação com os expoentes da cultura local: Leonardo da Vinci e Miguel Ângelo. Rafael apercebe-se da pobreza do seu estilo, comparativamente às inovações destes grandes mestres, particularmente as de Da Vinci, que o irá influenciar, levando-o a pintar Madonas durante três anos. Nesta fase, Rafael tem, aliás, dificuldade em dissociar a sua obra da sombra de Da Vinci e, embora mantenha a clareza dos primeiros trabalhos, dedica-se à execução de composições piramidais.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rafael Sanzio

Mensagem por Saibot em 2nd Junho 2012, 22:39

Por sugestão de Bramante, amigo de Rafael e arquitecto em Roma, em 1508 o jovem pintor é chamado pelo Papa Júlio II ao Vaticano, onde Miguel Ângelo fez já levantar os andaimes para a execução dos frescos que se tornarão os mais notáveis da Alta Renascença: o tecto da famosa Capela Sistina. Rafael inicia os trabalhos na Stanza de la Segnatura, que alberga a biblioteca privada do pontífice, com mais de 200 volumes. A obra, terminada em 1511, denota uma profunda cultura humanística e uma inspiração quase divina do intelecto humano. Os frescos distribuídos pelas paredes e a decoração da abóbada, apresentam um estilo monumental, revelando todas as potencialidades do artista no domínio da harmonia de formas e figuras. São sobretudo de salientar a Disputa do Sacramento (cerca de 1509), onde representa o triunfo da verdade teológica, e A Escola de Atenas (cerca de 1510), uma complexa alegoria do conhecimento filosófico.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rafael Sanzio

Mensagem por Saibot em 2nd Junho 2012, 23:01

Com a morte de Bramante, em 1514, Rafael é nomeado arquitecto oficial das obras da Basílica de São Pedro, onde substitui a planta em cruz grega pela mais simples cruz latina. Sucede também a Bramante na decoração das loggias (galerias) e, em 1517, dá início aos frescos da Stanza dell'Incendio. Até ao fim da vida, alternará composições solenes com obras plenas de sedução, revelando toda a doçura do seu espírito e a diversidade do seu génio. Dedica-se à decoração da Villa Farnesina, executa o Retrato de Baldassare Castiglone e inicia uma obra monumental, A Transfiguração, que deixa inacabada quando em finais de março de 1520 cai na cama com febre. Pouco depois, a 6 de abril, morre em Roma, no dia do seu trigésimo-sétimo aniversário. À cabeceira, os discípulos colocam o seu Requiem: A Transfiguração não concluída.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rafael Sanzio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum