História Universal
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Astecas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Astecas

Mensagem por Carlos Costa em 31st Agosto 2011, 17:59

Não houve Império mais poderoso no Novo Mundo do que o Império Asteca. Eles superaram os maiores desafios da engenharia e construíram a incrível cidade de Tenochtitlán no meio de um lago. Este apoteótico Império fará você acreditar que sonha... da mesma forma como aconteceu com seus conquistadores.


Carlos Costa
Administrador

Mensagens: 1605
Idade: 30
Localização: Porto, Portugal

http://carloscostaoficial.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astecas

Mensagem por Saibot em 1st Outubro 2011, 22:28

A partir do século XIII os astecas invadiram o planalto mexicano e, em 1337, fundam a cidade de Tenochtitlan, onde edificaram um complexo sistema urbanístico. Entre as suas construções mais originais figuram os templos gémeos, com uma escadaria dupla de acesso e a pirâmide de base circular. Mas é na escultura associada às grandes construções arquitetónicas que se encontra o que mais sobressai da arte asteca. Embora a maioria das estátuas e dos relevos se realizassem em pedra, destacam-se também as pequenas peças feitas em madeira e turquesas. Os astecas demonstraram deste modo uma grande perícia na arte da ourivesaria.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens: 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astecas

Mensagem por Saibot em 1st Outubro 2011, 22:40

A escultura asteca mais destacada é a que aparece nas construções arquitetónicas. São estátuas de grande tamanho que representam, de uma maneira muito realista, os deuses e os reis. Deste modo incorporam uma multiplicidade de elementos simbólicos e abstratos associados às suas crenças. Entre as obras mais extraordinárias figuram a imponente Coatlicue (deusa da terra), em baixo-relevo e repleta de símbolos, a cabeça de Coyolxauhqui (deusa da Lua e filha de Coatlicue) e a chamada Pedra do Sol ou Calendário asteca, bloco circular enorme trabalhado em relevo e dedicado à divindade solar.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens: 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astecas

Mensagem por Saibot em 1st Outubro 2011, 22:53

Uma das artes menores mais originais e característica da civilização asteca foi a arte com plumas, especialmente a elaboração de mosaicos de penas. As penas mais apreciadas eram as do quetzal (verdes), as do tlauquecholli (vermelhas) e as do xiuhtototl (azul turquesa) e serviam para decorar máscaras, escudos, tapeçarias e os fatos dos guerreiros. Entre os poucos exemplares que se conservam, figuram o escudo do Deus da Chuva, que representa um coiote, mas, sobretudo, o grande tocado de penas de quetzal com adornos de ouro, conhecido como Coroa de Moctezuma. Quanto à ourivesaria, os astecas desenvolveram uma grande habilidade na fundição do ouro e da prata, fazendo jóias em que incrustavam pedras preciosas como a turquesa, o jade e a ametista.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens: 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astecas

Mensagem por Carlos Costa em 4th Outubro 2011, 23:00

Sacrifícios humanos no Império Asteca

Os Astecas praticavam o sacrifício humano de forma a manter a ordem no Universo e a prosperidade do seu povo. Em períodos de grande crise, o número de sacrifícios aumentava. Os sacrificados eram, na sua grande maioria, guerreiros de povos conquistados.

Os derrotados nas batalhas eram transportados para as cidades astecas, onde aguardavam pelas festas religiosas para serem sacrificados aos deuses. Era comum serem torturados antes do sacrifício, porque a dor, no pensamento asteca, servia como uma forma de purificar o espírito. Apesar do medo, os sacrificados nunca se revoltavam e nunca se tentavam suicidar, porque para eles, serem vítimas de sacrifício, era uma forma de irem diretamente para junto dos deuses. O medo estava lá, mas eles encaravam a situação como uma fatalidade, isto é, como obra do destino.

O imperador asteca Montezuma II, quando cativo de Hernán Cortés, tentou converter-se ao cristianismo, mas ele nunca conseguiu compreender porque Jesus de Nazaré era adorado pelos cristãos. Montezuma II chegou a perguntar a Hernán Cortés o seguinte: "Se os homens da sua tribo sacrificaram Cristo para o seu deus, porque adoram a ele, vítima sacrificial, e não ao próprio deus?"

Carlos Costa
Administrador

Mensagens: 1605
Idade: 30
Localização: Porto, Portugal

http://carloscostaoficial.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum