História Universal
SIGA-NOS NO FACEBOOK

CURTA NOSSA PAGINA
loading...

Primeira Guerra Mundial

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Primeira Guerra Mundial

Mensagem por Fundador em 5th Agosto 2011, 23:01

A Primeira Guerra Mundial foi um conflito bélico mundial ocorrido entre 28 de Julho de 1914 e 11 de Novembro de 1918.

A guerra ocorreu entre a Tríplice Entente (liderada pelo Império Britânico, França, Império Russo (até 1917) e Estados Unidos (a partir de 1917) que derrotou a coligação formada pelas Potências Centrais (liderada pelo Império Alemão, Império Austro-Húngaro e Império Turco-Otomano), e causou o colapso de quatro impérios e mudou de forma radical o mapa geopolítico da Europa e do Médio Oriente.

No início da guerra (1914), o Reino de Itália era aliado dos Impérios Centrais na Tríplice Aliança, mas, considerando que a aliança tinha um caráter defensivo (e a guerra havia sido declarada pela Áustria) e a Itália não havia sido preventivamente consultada sobre a declaração de guerra, o governo italiano afirmou não se sentir vinculado à aliança e que, portanto, permaneceria neutro. Mais tarde, as pressões diplomáticas da Grã-Bretanha e da França fizeram-na assinar, em 26 de Abril de 1915, um pacto secreto contra o aliado austríaco, chamado Pacto de Londres, no qual a Itália se empenharia a entrar na guerra, decorrido um mês, em troca de algumas conquistas territoriais que obtivesse no final da guerra: o Trentino, o Tirol Meridional, Trieste, Gorizia, Ístria (com exceção da cidade de Fiume), parte da Dalmácia, um protetorado sobre a Albânia, sobre algumas ilhas do Dodecaneso e alguns territórios do Império Turco, além de uma expansão das colônias africanas, às custas da Alemanha (a Itália já possuía na África: a Líbia, a Somália e a Eritreia). O não cumprimento das promessas feitas à Itália foi um dos fatores que a levaram a aliar-se ao Eixo na Segunda Guerra Mundial.

Em 1917, a Rússia abandonou a guerra em razão do início da Revolução. No mesmo ano, os EUA, que até então só participavam na guerra como fornecedores, ao ver os seus investimentos em perigo, entram militarmente no conflito, mudando totalmente o destino da guerra e garantindo a vitória final da Tríplice Entente.

Wikipédia

Fundador
Administrador

Mensagens : 1615

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Guerra Mundial

Mensagem por Fundador em 6th Agosto 2011, 02:25

A Guerra das Trincheiras

Os avanços na tecnologia militar significaram na prática um poder de fogo defensivo mais poderoso do que as capacidades ofensivas, tornando a guerra extremamente mortífera. O arame farpado era um constante obstáculo para os avanços da infantaria; a artilharia, muito mais letal que no século XIX, armada com poderosas metralhadoras. Os alemães começaram a usar gás tóxico em 1915 e, logo depois, ambos os lados usavam da mesma estratégia. Nenhum dos lados ganhou a guerra pelo uso de tal artifício, mas eles tornaram a vida nas trincheiras ainda mais miserável, tornando-se um dos mais temidos e lembrados horrores da guerra.

Numa nota curiosa, temos que no início da guerra, chegando a primeira época natalícia, se encontram relatos de os soldados de ambos os lados cessarem as hostilidades e mesmo saírem das trincheiras e cumprimentarem-se. Isto ocorreu sem o consentimento do comando, no entanto, foi um evento único. Não se repetiu posteriormente por diversas razões: o número demasiado elevado de baixas aumentou os sentimentos de ódio dos soldados e o comando, dados os acontecimentos do primeiro ano, tentou usar esta altura para fazer propaganda, o que levou os soldados a desconfiar ainda mais uns dos outros.

A alimentação era sobretudo à base de carne, vegetais enlatados e biscoitos, sendo os alimentos frescos uma raridade.

Wikipédia

Fundador
Administrador

Mensagens : 1615

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Guerra Mundial

Mensagem por Saibot em 6th Agosto 2011, 15:46

Desde o final do século XIX que o continente europeu estava dividido em dois campos opostos, que mantinham uma paz relativa: o franco-russo e o germano-austríaco-italiano. Em 1904, os governos francês e britânico decidiram esquecer os prejuízos acumulados no Egipto, em Fashoda, no Sudão e em Marrocos, e chegaram a um Entente Cordiale sobre a respetiva política colonial. O desejo alemão de formar uma frota naval tão poderosa como a britânica contribuiu para assegurar a aliança franco-britânica. As repetidas tentativas do kaiser alemão, Guilherme II, de provocar uma crise colonial em Marrocos levaram os britânicos a fazer as pazes com a Rússia, debilitada após a derrota perante o Japão, e a responder à crescente agressividade alemã. As sucessivas crises balcânicas tornaram o equilíbrio europeu insustentável e assistiu-se ao confronto inevitável entre a Tríplice Entente (França, Grã-Bretanha e Rússia) e a Tríplice Aliança (Alemanha, Itália e Austro-Hungria).

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Guerra Mundial

Mensagem por Saibot em 6th Agosto 2011, 16:03

A queda do Império Otomano, na Europa Oriental, foi outra das causas de conflitos entre os países que queriam a sua rendição. A Rússia, que queria refazer-se da derrota frente ao Japão, voltou a fomentar a união eslava e exigiu o controlo de Constantinopla. Por sua vez, os reformistas Jovens Turcos tomaram o poder e adoptaram medidas para modernizar e fortalecer o império. Em 1908, a tensão aumentou quando a Áustria-Hungria proclamou, unilateralmente, a anexação completa da Bósnia ao seu império. Uma situação que inflamou o nacionalismo eslavo, desfez as pretensões globais russas e debilitou a posição da Turquia nos Balcãs. As sucessivas guerras regionais, entre 1911 e 1913, fizeram com que, em 1914, a crise de Sarajevo conduzisse, pelas alianças existentes, ao início de uma guerra à escala europeia.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Guerra Mundial

Mensagem por Lusitano89 em 6th Agosto 2011, 17:11










_________________


avatar
Lusitano89
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 284
Idade : 27
Localização : Funchal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Guerra Mundial

Mensagem por Fundador em 7th Fevereiro 2012, 14:53

Foram vários e complexos os factores que desencadearam o primeiro grande conflito mundial, que se travou de Julho de 1914 a Novembro de 1918 e no qual se envolveram países de todos os continentes. Entre as principais causas figuram o nacionalismo, o imperialismo económico, a política de pactos secretos, bem como a corrida ao armamento.

Durante mais de quatro décadas, desde o fim da Guerra Franco-Prussiana (1870-1871), o Velho Continente encontrava-se num clima belicista e embora não houvesse um conflito aberto, as diferentes ambições das grandes potências tinham entrado em choque, criando uma consequente corrida às armas. Nos diversos países, o nacionalismo manifestava-se sob diferentes formas, o que também criava choques de aspirações e ambições.

O Império Austro-Húngaro via a sua estabilidade ameaçada pelo sentimento de independência das minorias eslavas, que se inspiravam no pan-eslavismo do Império Russo. Por sua vez, a Alemanha, em fase de extraordinário desenvolvimento económico, tinha como objetivo a expansão dos seus territórios coloniais, bem como uma posição de supremacia na Europa, o que ameaçava seriamente outras potências. Em França, o sentimento nacionalista era marcado pela vontade de vingança pela derrota de 1871, visando a recuperação da Alsácia-Lorena.

Por outro lado, o imperialismo económico e a consequente luta pela conquista de mercados, de fontes de matéria-prima e de campos de inversão de capitais, dava frequentemente origem a querelas entre nações, sobretudo depois de a Alemanha e a Itália, após conquistarem a unidade nacional, entrarem na competição.

Refira-se que no princípio do século franceses e britânicos se tinham assumido como grandes potências coloniais, enquanto os russos consolidavam a sua expansão na Ásia. Os alemães, conscientes da sua força, sentiam-se asfixiados e reclamavam uma posição à altura das suas potencialidades, nem que para isso fosse necessário recorrer à força. Como consequência, a expansão colonial, económica e naval alemã provocava a rivalidade com o Reino Unido, que via a supremacia dos mares ameaçada.

Em 1904, britânicos, franceses e russos formaram uma aliança militar, a Tríplice Entente, de forma a responder a acordo idêntico, existente há mais de duas décadas entre a Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália – a Tríplice Aliança. A Europa ficava, assim, perigosamente dividida e essa divisão ficou bem demonstrada quando a 28 de Junho de 1914 foi assassinado o arquiduque Francisco Fernando. O arquiduque, herdeiro do debilitado Império Austro-Húngaro, foi morto com a sua mulher, em Sarajevo, na Bósnia, por um nacionalista sérvio (Gabriel Princip). Com o imperador Francisco José fraco e de idade avançada, a linha dura austro-húngara viu no atentado uma excelente oportunidade para reavivar o império e, apesar dos esforços de outras potências, especialmente da Grã-Bretanha, declarou, a 28 de Julho, guerra aos sérvios, contando com o apoio do kaiser. O facto gerou a ira da Tríplice Entente e deu origem à abertura declarada de hostilidades entre diferentes estados, não só à escala europeia, mas também mundial.

Pouco depois, a Rússia, que se considerava protectora dos eslavos balcânicos, iniciou a mobilização das suas forças. No dia 31 de Julho a Alemanha proclamou estado de guerra e enviou um ultimato à Rússia.

Numa rápida sucessão de acontecimentos, a 1 de Agosto teve lugar a declaração de guerra alemã à Rússia e a mobilização geral da Alemanha e da França. No dia seguinte, a Alemanha ocupou o Luxemburgo e fez um pedido de passagem de tropas alemãs pela Bélgica. Logo em seguida, a Alemanha declarou guerra à França e invadiu a Bélgica e, no dia 4, declarou guerra à Bélgica. Como resposta, o Reino Unido enviou um ultimato aos alemães, em protesto contra a violação da neutralidade belga, e declarou guerra à Alemanha. A 6 de Agosto era a Áustria que declarava guerra à Rússia e no dia 8 o Montenegro entrava também no conflito contra a Áustria. Seguiu-se a Sérvia a declarar guerra à Alemanha e a França à Áustria. A 12 de Agosto a Grã-Bretanha declarou também guerra à Áustria e uns dias mais tarde o Japão entrou no conflito contra a Alemanha. A 25 de Agosto a Áustria declarou guerra ao Japão e, a 28 de Agosto, à Bélgica.

Em Outubro, a Turquia uniu-se às potências centrais e, a prazo, o bloco aliado seria consideravelmente reforçado com a entrada no conflito da Roménia, de Portugal e da Grécia. Mas seriam os americanos, com o seu poderio, a desequilibrarem a balança e a pôr termo à guerra, que resultou na desagregação dos impérios austro-húngaro e otomano.

Para Portugal, a presença de tropas na Flandres resultou na preservação dos territórios africanos, pagos com o banho de sangue da Batalha de La Lys, onde milhares de soldados lusos passaram por uma terrível guerra de trincheiras.

Fundador
Administrador

Mensagens : 1615

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Guerra Mundial

Mensagem por Orban89 em 13th Agosto 2015, 15:03

avatar
Orban89
Iniciante
Iniciante

Mensagens : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeira Guerra Mundial

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum