História Universal
SIGA-NOS NO FACEBOOK

CURTA NOSSA PAGINA
loading...

Assíria

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Assíria

Mensagem por Fundador em 3rd Julho 2011, 21:11


Um touro alado assírio
Os assírios, assim como grande parte dos povos do antigo Oriente Médio, era um povo de guerreiros rudes e camponeses. Possuíam a justiça baseada no código estabelecido no século XVIII a.C. pelo rei Hamurabi da Babilónia.

A Assíria constituía-se, basicamente, como uma nação de servos que eram presos à terra que cultivavam. Eram praticamente escravos, pois podiam ser vendidos junto com a propriedade e deviam obediência à vila mais próxima. A vila estava sujeita à cidade pela obrigatoriedade de pagamento de impostos, participação nos festivais religiosos e obediência às normas administrativas. As cidades, dentre as quais destacavam-se Assur, Nínive e Nimrod, ficavam subordinadas à autoridade do rei.

O rei da Assíria detinha poder absoluto sobre todas as dimensões do governo (económico, político, religioso e militar). Embora fosse tido como homem, acreditava-se que ele era um enviado dos deuses. Em virtude dessa crença, o monarca ficava distanciado dos demais mortais e apenas o superintendente do palácio podia vê-lo regularmente. Ao príncipe herdeiro apenas era permitida uma audiência com o rei se houvessem presságios favoráveis e os demais só podiam estar na presença do rei com os olhos vendados.

O rei empenhava-se em deixar os deuses satisfeitos e por isso era submetido periodicamente a árduos rituais, como jejuar e ficar isolado de todos durante uma semana em uma cabana. Por vezes, haviam sinal que eram interpretados como se os deuses estivessem terrivelmente descontentes. O pior sinal que podia ocorrer era um eclipse, pois quando ocorria eram considerado um presságio da morte do monarca. Quando isso ocorria o rei abdicava do trono por certo tempo e um suplente ficava em seu lugar, assumindo a responsabilidade por aquilo que irritou os deuses. Após cem dias, o rei retornava ao poder e o seu substituto era executado, sob a justificativa de dar aos deuses a morte do rei predita pelo eclipse.

A violência militar assíria tinha legitimidade por meio da religião: a conquista de territórios e riquezas era a missão divina dos reis. Os assírios eram extremamente agressivos e se vangloriavam de suas práticas sangrentas, tinham no terror e na atrocidade seus instrumentos de política externa. Um soberano assírio chamado Salmanasar I (1274-1245 a.C.), levou como escravos cerca de 14 mil soldados inimigos derrotados, porém para assegurar-se de que seriam dóceis tratou de cegá-los.

InfoEscola

Fundador
Administrador

Mensagens : 1615

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assíria

Mensagem por Fundador em 3rd Julho 2011, 21:12

Organização económica e cultural

Formou-se na Assíria, ao longo do tempo, um corpo burocrático bastante eficiente. Muitos deles eram epônimos, e, portanto, davam nome ao ano. O rei era, em geral, o epônimo do primeiro ano. Seguia-se a ele, assim, uma série de epônimos, em critério de hierarquia. Tal sistema constitui um elemento de grande importância para os historiadores no processo de datação.

A política externa assíria era conhecida por sua brutalidade para com os inimigos. Em muitos casos, atos de selvageria por parte do império assírio foram empregados com o fim de persuadir seus inimigos a se entregarem sem luta. Registros escritos da época demonstram o temor dos povos adjacentes ao terror assírio. Os governantes assírios caracterizaram-se também pelo tratamento despendido aos povos conquistados. Para evitar movimentos rebeldes nas regiões conquistadas, os povos vencidos eram capturados, removidos de suas terras, e distribuídos entre as cidades do império, diluindo seu poder. Nativos assírios e inimigos capturados de outras regiões eram encorajados a ocupar as áreas conquistadas. Esta prática mostrou-se particularmente eficiente, e foi mantida pelos babilônicos no período subsequente.

Assim, como na maioria dos Estados que se desenvolveram no Crescente Fértil, os reis assírios exerciam um poder autocrático, sendo considerados inclusive intermediários entre os deuses e o povo. A partir do reinado de Teglatefalasar III, foram instaladas guarnições permanentes nos países dominados.

A religião seguia as bases dos cultos realizados pelos sumérios. Cada cidade era devota de um deus específico (ao qual se associava a sua criação e proteção), e os deuses mais importantes do panteão assírio dependiam do grau de influência de suas cidades na política interna. Assur era o principal deus assírio. Os zigurates permaneceram como o centro cultural, religioso e político das cidades assírias.

Wikipédia

Fundador
Administrador

Mensagens : 1615

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assíria

Mensagem por Saibot em 4th Julho 2011, 18:01

Perto do ano 1000 a.C. o reino da Assíria organizou um grande exército para fazer frente às invasões das tribos nómadas. Criado inicialmente com finalidades defensivas, o seu organizado aparelho militar transformou-se no eixo de um império, que acabou por se estender a toda a Mesopotâmia. Os seus monarcas, entre os quais se destacaram Assurnasirpal II, Sargão II e Assurbanipal, eram famosos pela sua inclemência com os inimigos, tal como demonstram os numerosos baixos-relevos que decoravam os palácios reais. Durante o período da sua hegemonia, que terminou em meados do século VII a.C., os assírios contribuíram de forma significativa para o desenvolvimento da arte e da arquitetura.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assíria

Mensagem por Saibot em 4th Julho 2011, 18:11

Assurbanipal III (669-627 a.C.) - conhecido como Sardanápalo pelos gregos - foi o último grande monarca da Assíria e ficou conhecido por ser um governante de culto, com o qual a literatura e arte assíria atingiram o seu apogeu. Criou a biblioteca de Nínive, que instalou no seu próprio palácio, e mandou copiar os textos de todas as bibliotecas existentes de forma a reunir os conhecimentos do passado e do presente. E foi assim que nasceu a primeira grande biblioteca do império, que albergava perto de 30.000 tábuas com textos literários, científicos, médicos, históricos, religiosos e de magia.

Saibot
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 193

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assíria

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum